sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Para as turmas 221 e 222- Colégio Fátima

Para reforçar....
Complemento da aula do dia 18/02/11.

1 – (STA. CASA – SP) – Em qual dos exemplos abaixo está presente um caso de derivação parassintética?

a) Lá vem ele, vitorioso do combate.
b) Ora, vá plantar batatas!
c) Começou o ataque.
d) Assustado, continuou a se distanciar do animal.
e) Não vou mais me entristecer, vou é cantar.

Resposta: E

A parassíntese é a junção simultânea de prefixo e sufixo à palavra primitiva.
 Para verificar tal derivação basta retirar o prefixo ou o sufixo da palavra. Se a palavra deixar de ter sentido, então ela foi formada por derivação parassintética.

2 – (UFPR) – Assinale a(s) alternativa(s) em que a(s) palavra(s) destacada(s) é(são) formada(s) por parassíntese e some os valores.
 1 – Lá vem ele, vitorioso do mergulho.
2 – Ora, vá plantar batatas!
4 – Assustado, continuou a se distanciar do animal.
8 – Não vou mais me entristecer, vou é cantar.
16 – Ele é um desalmado.
32 – Encontrou-a no corredor deitada.
64 – Infelizmente as coisas não saíram como supúnhamos.

Resposta: 24

Esta é uma questão que envolve flexão de número dos substantivos terminados em ÃO, IL, X e plural dos diminutivos.
 Cidadão » plural cidadãos;
Mal » plural males;
Cirurgião » plural cirurgiões ou cirurgiães;
O tórax » plural os tórax;
Animalzinho » plural animaizinhos;
Fóssil » plural fósseis;
Réptil ou reptil » plural répteis ou reptis.

3– (UMC/MOJI – SP) – Indique o vocábulo que muda de sentido no plural:
 a) fóssil
b) féria
c) réptil
d) cânon
e) broto

Resposta: B 
A palavra féria significa renda diária no plural – férias – significa descanso, repouso, ou seja, o período aquisitivo de descanso que o trabalhador tem direito.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário