quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

CRITÉRIOS PARA UMA BOA REDAÇÃO

 


# A adequação texto-tema é fator determinante para uma boa redação, pois evita relativizações em sua nota. Para escrever um texto adequado, ao ler a prova, sublinhe as palavras mais importantes para identificar com precisão o tema e o ângulo de abordagem a partir do qual você deverá discuti-lo. No decorrer do texto, faça recorrência dessas palavras por meio de sinônimos, antônimos, palavras do mesmo campo semântico.

# O posicionamento é imprescindível na redação. Para deixá-lo claro, você deve avaliar a situação proposta na prova, refletir sobre ela e apresentar uma tese, isto é, sua opinião. Procure empregar adjetivos, índices avaliativos e modalizadores que garantem o argumento no texto.

# A organização do texto permite ao leitor acompanhar o seu raciocínio. Para ser mais objetivo, deixe a tese clara, já na introdução e, depois, apresente argumentos relacionados a ela, isto é, que sirvam para comprová-la. Além disso, deixe clara a função de cada um dos parágrafos no texto, empregando elementos de coesão para relacioná-los.  Utilize estratégias que julgar pertinentes para a situação avaliada ou que sejam sugeridas/solicitadas na tarefa (causas, conseqüências, comparações, contra-argumentações, enumerações, etc), empregando elementos que permitam ao leitor reconhecê-las facilmente.
                                                                                   Profª. Jandira Pilar


DICAS

# O uso do gerúndio empobrece o texto.
# Adjetivos que não informam são dispensáveis. Por exemplo: luxuosa mansão.
# Evite o uso excessivo do “que”. Essa armadilha espreita períodos longos. Prefira frases curtas.
# Escreva com simplicidade.
# Evite clichês, frase feitas e jargão. Exemplos: com a corda no pescoço, andando na linha, bateu as botas, com a faca e o queijo nas mãos, etc.
# Cuidado com redundâncias. É errado escrever, por exemplo: há cinco anos atrás.
# Leia os bons autores e faça como eles.
# Escreva diários, cartas, e-mails, crônicas, poesias, dissertações, qualquer texto. Só escrevendo se aprende a escrever.
# Evite títulos muito abrangentes; não use o título como tema.
# Falhar uma linha é opcional.
# Explicar suas idéias, lembre-se de que o texto não fala.
# Trazer recursos que sustentem e comprovem sua opinião (tese).
# Evite problemas de vocabulário, por exemplo: repetições, ambigüidade, termos vagos, pleonasmos viciosos, expressões da oralidade, gírias...

Nenhum comentário:

Postar um comentário